Notícias

A indicação de Daniel Silveira para receber a Ordem do Mérito do Livro 2022 causou um clima de indignação geral na categoria dos servidores da Cultura. O fato causou muita movimentação nas mídias e grupos de servidores que, minimamente, estranharam a indicação. Das entidades representativas, a ASBN e a ASSERTE, inclusive, emitiram notas de repúdio. A direção da AsMinC, surpreendida pela notícia, apoia plenamente o posicionamento dos colegas e entidades de servidores da Cultura.


Posicionamento da ASBN sobre Ordem do Mérito do Livro 2022

A Associação dos Servidores da Biblioteca Nacional (ASBN) vem, pela presente nota, repudiar a condução da Presidência da FBN na entrega da Medalha da Ordem do Mérito do Livro 2022.  Foi com espanto que os servidores da Biblioteca ficaram sabendo pela imprensa que a instituição entregaria uma das medalhas a um político completamente desvinculado da causa do livro, da leitura e da cultura, e infame por seus seguidos ataques às instituições democráticas.

A homenagem é ainda mais aviltante por acontecer num momento em que a instituição enfrenta um grave problema de desvalorização de seus servidores, sobrecarregados pela falta de concurso e pelas muitas aposentadorias recentes, além de seus salários defasados. Não é de se surpreender que tal homenagem tenha sido mantida em segredo, impedindo inclusive que os servidores manifestassem seu desacordo. Até o momento da redação desta nota, a lista completa dos homenageados ainda não tinha sido divulgada apesar de sucessivos contatos dos veículos de imprensa. Além disso, a justificativa anunciada no site da Biblioteca Nacional para o fechamento da sede no dia de hoje e de ontem é descabida, uma vez que um evento não é “motivo de força maior”. Isso se constitui, na verdade, em omissão de informação ao público, o que é vedado por lei.

Registramos aqui nossos aplausos aos que foram indicados para receber essa “honraria”, mas declinaram ao saber que estariam em companhia tão nefasta. A Fundação Biblioteca Nacional é, sempre foi e sempre será, maior do que governos, transitórios, por ser uma instituição de Estado. Ela serve a interesses muito superiores do que as conveniências eleitorais. Trata-se da mais antiga instituição cultural do país, a memória bibliográfica do Brasil, que, por sua natureza, resiste a essas inconsequências.

Fonte: Facebook da ASBN


Asserte repudia a concessão da Ordem do Mérito do Livro ao deputado Daniel Silveira

A Associação dos Servidores da Funarte repudia a concessão pela Biblioteca Nacional da medalha da Ordem do Mérito do Livro ao deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ).

A medalha da Ordem do Mérito do Livro foi criada para reconhecer personalidades que contribuem com a literatura e a cultura nacional, já tendo sido concedida a diversos membros da Academia Brasileira de Letras, escritores e intelectuais como o poeta mineiro Carlos Drummond de Andrade e o sociólogo e escritor pernambucano Gilberto Freyre.

Não temos conhecimento de nenhuma contribuição do deputado Daniel Silveira para a cultura letrada ou a promoção do livro, sendo, ao contrário, um defensor das armas e do autoritarismo.

Em 2022, por conta do Bicentenário da Independência, a medalha será entregue pela Biblioteca Nacional para 200 personalidades. Dois imortais da ABL já recusaram a medalha: o escritor, poeta e tradutor Marco Lucchesi e o professor emérito da UFRJ Antonio Carlos Secchin. O motivo da recusa é a entrega da medalha ao deputado.

Diretoria da Asserte
01 de julho de 2022

Fonte: Site da Asserte


Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.