Notícias

Sob a figura da princesa africana, líder quilombola e avó de Zumbi dos Palmares, é que se realiza a Semana Aqualtune de Cultura Negra. Promovendo uma agenda de atividades voltadas aos servidores públicos e trabalhadores terceirizados, entre os dias 5 e 9 deste mês, o evento terá como foco atividades de valorização da cultura negra e discussão de temas urgentes como o combate ao racismo, à discriminação contra as mulheres e a todas as formas de violência.

A semana integra a programação de atividades dos 21 Dias de Ativismo propostos pela Central Única dos Trabalhadores (CUT-DF) e ocorrerá na Sede do Iphan e do Ipea (Centro Empresarial Brasília 50 – SEPS 702/902 Sul). Reforçando a importância de estabelecimento de parcerias entre entidades de representação das trabalhadoras e trabalhadores do serviço público federal, o evento tem por objetivo aproximar os servidores dos dois institutos por meio da abordagem de temas relacionados à incidência do racismo no serviço público e à necessidade de promoção de políticas públicas para garantia dos direitos das mulheres.

Com a programação de uma exposição fotográfica, duas rodas de conversa e uma oficina de turbantes, o evento busca refletir sobre estratégias de combate ao racismo institucional, a partir da experiência dos servidores e trabalhadoras (es) terceirizadas (os). Assim como, por meio da exposição e distribuição de publicações sobre o patrimônio cultural de matriz africana, promover e difundir tal produção cultural a partir de diferentes referenciais, valorizando olhares sobre a diversidade cultural brasileira.

Programação:

Exposição: “Onda Negra, medo branco”
• Data: 05 a 09/12/2022 no Hall de entrada do Centro Empresarial Brasília 50 – Sede Iphan/Ipea.

Exposição e distribuição de publicações sobre o patrimônio cultural de matriz africana
• Data: 05 a 09/12/2022 no Hall do Centro Empresarial Brasília 50 – Sede Iphan/Ipea.

Rodas de Conversa:
Insubmissos olhares: Bate-papo sobre a exposição Onda Negra, Medo Branco e sobre literatura de autoria negra.
• Data: 07/12 Horário: 10h às 11:30, no auditório do Ipea.
Painel – Interseccionalidades negras: políticas, reflexões críticas e manifestações culturais.
Debate sobre a presença das mulheres negras no serviço público federal, as políticas públicas voltadas a esse segmento da população, o racismo institucional e o acesso de mulheres negras em espaços de poder.
• Data: 07/12, horário: 15h às 17:00, no auditório do Ipea.

Oficina de Turbantes Yalodê – Mulheres negras e autocuidado, com Ialê Garcia
Confecção de diversas amarrações de turbantes e faixas com referência à cultura afro-brasileira e temas como agência política das mulheres negras, cuidado, sororidade e importância das redes de proteção e afetividade entre as mulheres.
• Data: 08/12, horário: 15h -16:30, no refeitório Iphan/Ipea
(30 participantes, mediante inscrição prévia por formulário)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.