Comunicado da Asminc (n° 01/2016)

[vc_row][vc_column][vc_column_text]A Associação dos Servidores do Ministério da Cultura vem comunicar e esclarecer que respeita todos os espaços que fomentem o debate qualificado para fortalecimento do

processo de construção da unidade da categoria. Porém, para tanto, é necessário o respeito às divergentes opiniões e o respeito à legitimidade e liberdade de expressão dos grupos e entidades. Assim, não reconhecemos nenhuma imposição de instâncias de deliberação que não seja a assembleia legitimamente instituída no seu estatuto social registrado.

A construção dos espaços democráticos, independente da condução ou institucionalização, deve ter como princípio democrático o respeito a opiniões divergentes, o que garante a todos a diversidade de ideias e o amplo debate na definição das resoluções a serem tomadas.

Informamos que a AsMinC, em nenhum momento, foi instada a participar, ou concordou com a coordenação de espaços conjuntos de deliberação, inclusive porque compreendemos que o debate nacional não pode ficar restrito a interesses locais. Essa entidade sempre participou do Fórum das Associações dos Servidores da Cultura como um espaço de concertação política para que os posicionamentos das entidades que compõem o FÓRUM possam ter um encaminhamento conjunto, sempre respeitando os posicionamentos divergentes das entidades.

Assim, desautorizamos a utilização da AsMinC nos encaminhamentos de deliberações desses espaços.

Por fim, a AsMinC reconhece como legítimo todos os espaços de debates, considerando a participação, os aspectos formais e legais como fundamentais para o fortalecimento do movimento dos servidores. Portanto, entender o papel da CONDSEF como representante nacional da categoria dos servidores; os sindicatos locais como representantes locais dessa categoria; as associações como representantes dos seus associados; e os movimentos e fóruns não institucionalizados como expressão de um grupo político instituído; e que todos podem divergir mesmo mantendo o diálogo, é fundamental para não caminharmos para o autoritarismo e despotismo nos nossos espaços de debate.

Deve-se sempre respeitar a liberdade de expressão e as deliberações divergentes de todas as instituições, bem como os posicionamentos individuais, sem nenhuma imposição.

DIRETORIA DA ASMINC / CONSELHO DELIBERATIVO DA ASMINC[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

plugins premium WordPress
Scroll to Top